Clique na imagem para abrir o site

Você quer realizar o sonho de viajar para Israel?

Você quer realizar o sonho de visitar Israel?

Agora você pode realizar este sonho, entre em contato comigo por e-mail ou telefone, estamos montando uma caravana e temos ótimas condições para todos aqueles que desejam conhecer a Terra Santa e pisar na terra onde Jesus pisou, não perca esta oportunidade. Todos os meus contatos você encontra mais abaixo, não deixe para amanhã, entre em contato agora mesmo.
Todo cristão deve conhecer a Terra Santa, não perca esta oportunidade.

6 de out de 2011

Escolhi (não) esperar: jovens cristãos fazem cada vez mais sexo

Quem ama espera, certo? Ao que parece, isso nem sempre é verdade. A edição de outubro-novembro da revista evangélica Relevant afirma que cristãos norte-americanos solteiros fazem sexo antes do casamento quase com a mesma frequência que os não-cristãos.
O artigo, que tem como manchete a frase “(Quase) Todo mundo já está fazendo”, citou vários estudos que analisam a atividade sexual dos jovens evangélicos. Uma das maiores surpresas foi um estudo de dezembro 2009, realizado pela Campanha Nacional de Prevenção à Gravidez adolescente e não planejada, que incluía informações sobre a atividade sexual.
Mesmo que o estudo não tenha como foco a questão religiosa dos entrevistados, algumas análises adicionais sobre a atividade sexual e a identificação religiosa chamam a atenção. Por exemplo: 80% dos solteiros evangélicos entre 18 e 29 anos afirmaram que já tiveram relações sexuais. Quase o mesmo percentual que os 88% de solteiros adultos não evangélicos, segundo a organização de prevenção à gravidez adolescente.
O artigo destaca os desafios que enfrentam os movimentos de abstinência como o “Quem ama, espera” que alguns anos atrás ficou famoso ao encorajar os adolescentes cristãos a usar “anéis de pureza” como sinal da promessa de se manter castos até o casamento.
No entanto, muitos destes jovens cristãos acabaram esquecendo de seus compromissos de pureza, afirma o artigo da Relevant. Seu autor, Tyler Charles conversou com pessoas como “Mary”, uma evangélica que afirmava realmente desejar esperar até o casamento para ter relações sexuais. Mas ela começou a se envolver sexualmente com seu namorado durante a faculdade, com quase 20 anos, porque sabia que quase todo mundo, inclusive a maioria de seus amigos cristãos, tinha uma vida sexual ativa.
Ela afirma: “Parecia que todos que eu conhecia, os mais velhos e os mais jovens já tinham transado. Na verdade, esperei até mais tempo que a maioria das pessoas que conhecia, incluindo minhas duas irmãs, pois somos todos cristãos e viemos de um bom lar evangélico”.
A revista ainda teoriza sobre por que é tão difícil para muitos jovens cristãos esperarem. Possíveis respostas incluem a saturação do sexo na cultura popular, a prevalência da pornografia e a popular filosofia de vida “faça tudo o que lhe fizer bem”.
A Relevant levanta ainda algo que raramente vem à tona nas discussões sobre os movimento de abstinência: nos tempos bíblicos, as pessoas se casavam antes. A média de idade para o casamento hoje é muito alta. Não é difícil encontrar um cristão solteiro na casa dos 30 ou até dos 40 anos.
Co-autor de “O Credo de Jesus”, Scott McKnight reconhece que jovens cristãos solteiros enfrentam tentações que as pessoas que viveram nos tempos bíblicos não conheceram. Ele explica: “Sociologicamente falando, a grande diferença – ela é monstruosa – entre o ensino bíblico e a nossa cultura é que os casamentos eram arranjados quando as pessoas eram muito jovens. Se você se casar quando tiver 13 anos não precisará passar por 15 anos de tentação”.
Fonte: PavaBlog
Via: 6R.com.br

Vencer as lutas da vida

Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração. Rm12:12.
Muitas vezes perdemos a batalha contra a persistência porque cremos que precisamos vencer o primeiro embate. Mas a luta não acaba na primeira derrota, nem na segunda, nem na terceira... Ela só terminará quando experimentarmos a vitória! Não podemos desistir na primeira queda, nem na primeira frustração, nem na primeira decepção. Precisamos nos levantar, nos encher de esperança e coragem, de otimismo e fé. Mesmo que a tempestade nos apresente muitos dias de raios e trovoadas, devemos confiar que, mais adiante, o sol estará novamente brilhando.
Cada corrida rumo a uma conquista nos fortalece e edifica. Nossos músculos espirituais irão adquirir resistência, nossa confiança se renovará nosso relacionamento com Deus se tornará mais íntimo, o júbilo de nossos corações aumentará mais e mais. Cada percurso dessas corridas é diferente um do outro. Alguns são simples, outros sinuosos, uns são curtos, outros longos, em alguns temos companhia, em outros seguimos sozinhos.
Porém, em todos eles podemos contar com a ajuda do Senhor. Ele estará ao nosso lado para nos amparar nas quedas, para nos consolar nas frustrações, para nos estimular em momentos de desânimo, para nos encorajar quando a angústia nos deixar abatidos, para aplaudir e nos abraçar quando cruzarmos a linha da vitória final.
Se você se encontra desconsolado por perder uma corrida, ou duas, anime-se! Continue mais. Você é mais do que vencedor e com certeza o Senhor Jesus esteja apenas esperando que sua vida se torne forte o suficiente para vencer a maior de todas as corridas.
Se Ele pretende lhe dar uma grande vitória, primeiro lhe preparará para isso. Ele sempre exige mais daqueles a quem deseja abençoar muito. Certamente você é uma dessas pessoas de quem Ele espera grandes coisas. Persevere... Sua vitória será grandiosa!

A paz de Cristo!

Pr. Jorge Rodrigues